Ficção Científica


"O Oásis"

Deixe-se levar para um mundo novo, absolutamente fantástico e surpreendente e mergulhe, hoje, no abismo do futuro, pela mão de Pedro Águas, um dos poucos autores portugueses a escrever (bem) ficção científica.

"Sempre fui um amante leviano. Se escrevo ficção científica é para me manter no meio de dois grandes amores: a ciência e a poesia. É na ficção científica que se pode estabelecer uma fronteira aberta entre o real e o imaginário - esses dois mundos que são, afinal, a pátria dos humanos." Pedro Águas

Pedro Águas 
Lugar da Palavra Editora

Sem comentários:

Enviar um comentário